segunda-feira, 18 de março de 2019

Vamos tirar dúvidas...

Ganhar ou perder, não será tudo desporto?:


Fair Play significa jogo justo,  jogar limpo, ter espírito desportivo, em português. Fair Play é uma expressão do inglês que significa modo leal de agir.
O conceito de fair play está vinculado à ética no meio desportivo, onde os praticantes devem procurar jogar de maneira que não prejudiquem o adversário de forma propositada. Vários atletas já foram punidos por falta de fair play.
Os praticantes de todas as modalidades desportivas devem procurar empenhar-se e disputar os jogos cumprindo as regras, sob pena de serem castigados, porém atualmente essa expressão é empregada em praticamente todos os segmentos da sociedade moderna, e toma o significado de trabalhar ou apresentar conduta de acordo com padrões éticos, sociais e morais.
A FIFA, organismo responsável pelo futebol mundialmente, dá muita importância ao fair play, sendo que um dos seus lemas é: My Game is Fair Play, que significa O Meu Jogo é Fair Play.

ANTES DE GANHAR, HA QUE SABER PERDER!!!

sábado, 16 de março de 2019

Liga INATEL 18/19 - 2ª Fase - 7ª Jornada



Envendos 2-3 Sentieiras
(Telmo Leitão)

Concavada 2-0 Alcanhões
(David Gonçalves)

Alcaravela 0-2 Azinhaga
(Marta Picão)

Areias 4-2 Errense
(Paulo Guerreiro)

Carvalhal 2-1 São Facundo
(Dalila Passarinho)

Raposense 1-0 Assentiz
(Anabela Vilhena)

Seiça 2-1 Bemposta
(Carolina Neves)

Vale das Mós 1-4 São Miguel do Rio Torto
(Ricardo Dias)

Brunheirinho 3-1 Água Travessa
(Telmo Leitão)

Cortiçadense 5-1 Fajardense
(Margarida Silva)

Figueirense 3-1 Azervadinha
(Marisa Sousa)

Lavre 9-0 Malhada Alta
(Filipe Ferreira)

Montinhos dos Pegos 3-1 Santanense
(Carlos Casinhas Carriço)

Rossiense 1-4 Bairrense
(Telmo Leitão)

Turquel 0-3 Vale da Pinta
(Telmo Leitão)

Disciplina - Castigos da Semana



segunda-feira, 11 de março de 2019

...Última Hora...


Vamos tirar dúvidas...

Eu vou jogar mas não me quero lesionar, será possível?:

Entenda como e onde acontecem as principais lesões do futebol
Cara:
Apalpe seu rosto e sinta o osso bem embaixo do seu olho. É o osso zigomático, que vai até a mandíbula, formando um vão sob ele. Muitos jogadores costumam usar os braços para proteger a bola e às vezes, com uma cotovelada, afundam esse osso
Púbis:
O local onde o músculo adutor da coxa se encontra com o púbis (parte de baixo da “bacia”) é um dos mais sobrecarregados no futebol. O movimento repetitivo nessa região provoca uma inflamação no tendão que junta o músculo e o osso. É um tipo de tendinite – o tendão não se rompe – sentida como a famosa “puxada na virilha”
Canelas:
A fratura na tíbia é o tipo de fratura mais comum no futebol. Antigamente, quando o uso de caneleiras não era obrigatório, elas eram ainda mais típicas. Em casos de fratura da tíbia, é comum que a fíbula também seja afetada, afinal é um osso muito mais fino e que nem sempre é protegido pelas caneleiras
Tornozelos:
Assim como o joelho, sofre com a rápida movimentação do futebol moderno. Para piorar, os tornozelos estão mais vulneráveis a pancadas e aos buracos do campo. As lesões mais comuns são torções (ou entorses) nos ligamentos que conectam os pés aos ossos da perna
Fratura por stress:
Mais um tipo de lesão causado por movimentos repetitivos, que apesar de gerar muita dor, não é detectado no raio X. Para entender, pense no osso como um arame: se você o dobrar muitas vezes no mesmo ponto, ele vai rebentar. Os ossos que mais sofrem por stress são os do pé, que são finos e não param de se movimentar
Joelhos:
Os movimentos de rotação são os culpados pelas lesões no joelho. As mais comuns são rompimentos (total ou parcial) do ligamento cruzado anterior, do ligamento colateral-tibial e do menisco. Eles funcionam como elásticos que se esticam com a rotação da perna. Quando são sobrecarregados, eles rompem e é preciso reconstituí-los usando outros tendões, como o de trás da coxa
Coxa:
O músculo é feito de várias fibras que com o movimento, escorregam umas sobre as outras. Quando o movimento não é harmônico ocorre um estiramento. Durante o remate, por exemplo, o músculo está contraído para produzir a força contra a bola e, de repente, você o estica. Os músculos posteriores são as principais vítimas. Eles podem simplesmente travar (contratura) ou mesmo romper-se

sábado, 9 de março de 2019

Liga INATEL 18/19 - 2ª Fase - 6ª Jornada



Foros de Lagoiços 0-2 Parreira
(Micke Neves Rosado)

Vilarregense 4-0 Brunheirinho
(Sandrina Duarte)

Alvega 3-1 Envendos
(AMFA)

Assentiz 3-0 Turquel
(Tania Barbosa)

Mouriscas 2-1 Concavada
(Desporto em Abrantes)

Alcanhões 1-1 Alcaravela
(David Gonçalves)

Foros do Arrão 1-4 Estevense
(Telmo Leitão)

Sentieiras 2-1 Seiça
(Telmo Leitão)

Casais de Revelhos 6-4 Vale das Mós
(Nelson Matos)

São João da Ribeira 0-3 Raposense
(Henrique Carvalho)

Água Travessa 1-4 Carvalhal
(Flavia Frade)

Fajardense 0-5 Carapuçanense
(Centro Carapuções e Brejoeira)

Rebocho 0-12 Montinhos dos Pegos
(José Ferreira)

Azervadinha 1-1 Alcobertas
(Daniel Santos)

Cortiçadense 2-1 Lavre
(Telmo Leitão)

Malhada Alta 0-1 Biscainho
(David Nunes)

Santanense 0-4 Areias
(Paulo Guerreiro)

São Miguel do Rio Torto 0-3 Rossiense
(Telmo Leitão)